segunda-feira, 29 de janeiro de 2007

ERMIDA DA CRUZ DAS ALMAS


O local chamava-se S. João dos Bem Casados e a Cruz das Almas ou Cruz de S. João, seria o cruzamento que é hoje da Rua de Campolide e Arco do Carvalhão com a Rua Professor Sousa da Câmara. Aqui viveram os Cadavais. Em 1756, o inquisidor D. Nuno Álvares Pereira de Mello, filho do terceiro Duque de Cadaval, fundou a Ermida da Cruz das Almas e dedicou-a a Sto. António e Nossa Senhora da Conceição. Tem uma frontaria muito simples, com uma porta larga de entrada, um janelão no coro e encimada por uma construção triangular que suporta o telhado. lnteriormente possui um rodapé de azulejos do Rato, a três cores, com composições alegóricas, tecto estucado e também com pinturas alegóricas. No altar, uma interessante escultura de Cristo em Marfim, ladeado por imagens de Sta. Teresa e S. Domingos. Ao fundo, um retábulo de Nossa Senhora da Conceição e sobre a pedra da Ara uma maquineta com a cabeça de Cristo coroada de espinhos. Tem ainda um púlpito e um pequeno coro. Na sacristia existe ligação com a casa solarenga que terá pertencido aos cadavais. Fechada desde há várias dezenas de anos, seria altura de alguém diligenciar pela sua reabertura, alguns crentes (muitos) e outros, não crentes, amantes de cultura e arte sacra agradeciam!

2 comentários:

Alfredo disse...

A quem pertence esta capela?

Anónimo disse...

Está num pelouro da Câmara Municipal de Lisboa.

CL